quinta-feira, 22 de maio de 2008

O Helicóptero

No meio da noite o helicóptero corta o céu da periferia. Seu feixe de luz fere com escuridão o orgulho de quem, ali, tem no caráter, sua maior riqueza.

2 comentários:

Lívio disse...

Rusimário, há muito de poético em seu texto. É poético e triste. Como naquela música do Metallica, "triste, mas verdadeiro".

Rusimário Bernardes disse...

Lívio,

Minha mãe já havia me alertado sobre o helicóptero. Ontem assim que ouvi o ruído, já era noite, saí de casa para conferir. O helicóptero sobrevoava repetidas vezes o bairro da "Antena" nas margens do rio Paranaíba.

Ao invés de me sentir mais seguro com a polícia fazendo rastreamento, fiquei muito triste.